Empresas do setor automotivo investem em capacitação técnica

Setor automotivo tem previsão de crescimento reduzida para 2013
22 de fevereiro de 2017
10 anos de história, 10 anos de dedicação
22 de fevereiro de 2017
Show all

Empresas do setor automotivo investem em capacitação técnica

Embora os 6 primeiros meses de 2013 tenham registrado uma fraca atividade econômica no país, as empresas ligadas ao setor automotivo passaram quase ilesas pelo delicado momento.

De acordo com as previsões, esse mercado ainda deverá apresentar expansão, porém, além de a projeção ter sido revista para baixo, a proximidade do fim dos incentivos estatais traz inseguranças sobre a manutenção do vigor do segmento.

Frente a um cenário incerto, mas que ainda avança e demanda novas tecnologias, as empresas do setor buscam se adequar para lidar com os desafios que exigem delas mais profissionalismo e competência. Além disso, outro complicador que perpassa sua atual realidade é a carência de mão de obra. De acordo com dados da revistaEXAME, no Brasil existem 275 mil profissionais atuando nesse ramo, enquanto o adequado seria 365 mil.

Fatores como esses têm influenciado o investimento em treinamento técnico. Como afirma este artigo,

“De olho no crescimento do mercado e na demanda de novidades no setor automotivo, as empresas estão investindo na qualificação técnica para evitar o apagão de profissionais do ramo em todo o país. Na área automobilística, a escassez de profissionais qualificados ainda é grande no Brasil”.

Já conforme esta matéria do G1, empresas do Amapá começaram a participar de um programa de inovação doSebrae a fim de melhorar seu atendimento, aumentar o faturamento dos negócios e crescer. Entre as medidas práticas indicadas pelo Agentes Locais de Inovação (ALI), fabricantes e lojistas mudam a identidade visual de sua companhia e investem em reforma para organizar o estoque.

Por meio desse programa, que é uma parceria do Sebrae com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o empresário é atendido por profissionais que realizam um diagnóstico do negócio e, a partir dele, propõem ações de inovação. Para que tudo seja desenvolvido da melhor forma possível, os agentestraçam um plano de trabalho e definem os prazos para a implantação das mudanças. O melhor de tudo é que oacompanhamento é gratuito e pode durar até 2 anos.

A autopeças do empresário Éldio Martins, além de ficar mais bonita e organizada, também qualificou seus funcionários, melhorando o atendimento, com a ajuda do Sebrae. Hoje, a loja tem um sistema de entregas, em que o cliente pede as peças por telefone e recebe o produto em casa, sem custos adicionais. Como comentou o proprietário:

“Esse ambiente mais refinado, vamos dizer assim, trouxe essa imagem da minha empresa de oferecer produtos de qualidade. A qualidade de atendimento também associou à qualidade dos produtos”.

Após as melhorias a loja ganhou mais credibilidade e passou a atrair mais clientes, o que pode ser comprado pelo faturamento, que aumentou 20%, saindo de R$ 250 mil para R$ 300 mil mensais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *